sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

LIVRO II - 31 - “… o dinheiro esta-se acabar até me está a doer a barriga …”


             “12-5-71
Querido Filho
Muito estimo que esta minha carta te vá encontrar de perfeita e feliz saúde que eu ao fazer desta fico bem graças a Deus.
Mandaste dizer que a viagem te correu bem pois foi isso que eu gostei de saber olha Beto o dinheiro esta-se acabar até me está a doer a barriga não sei como há-de ser depois vê lá se popas esse dinheiro que já não deves ter mais olha com respeito ao teu irmão
2
anda a dar lá o tempo á oficina parece que vai para a oficina do Javier ali ao pé do jardim olha um rapaz de lá a oficina onde tu andas foi pedir almento lá ao incarregado dele por causa do santo do teu primo é que não o almentaram esse jurou pela saúde do filho que lhe há-de por um braço ao peito a zanga toda do teu irmão foi dele não querer trabalhar de noite e de não o quererem almentar e quando tu vieres
3
quereique querem que tu vás trabalhar de noite a malta de lá está toda a sair então ainda tens ai muita lata de conserva com isto termino recebe um grande abraço meu junto de mil beixos ADEUS ATÉ A RESPOSTA tem cuidado com os desastres ADEUS
FELICIDADES
ADEUS
Bookmark and Share

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

LIVRO II – 30 - “… agora sou eu sozinha a ganhar …”




              “4-5-71

Querido Filho

Muito estimo que esta minha carta te vá encontrar de perfeita e feliz saude que eu ao fazer desta fico bem graças a Deus tu mandas-te dizer que os quartéis que estavam de prevemção eu já savia olha o Tó foi hoje ao médico sabes o que é que ele tém tem o corpo cheio de cobrão olha agora sou eu sozinha a ganhar tu não desanimes porque a feira já não está cá não desanimes porque não és só tu que aí andas custate muito e também me custa a mim não sei quando é que vens para sempre lembrate que os teus culegas de cá da localidade também aí andam todos esses meses estão por conta deles recebe recomendações de mim um grande abraço cheio de beixos adeus até a resposta, Felicidades

ADEUS FELICIDADES

Felicidades ADEUS


 
Bookmark and Share

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

LIVRO II - 29 - “Não me digas que com 24 meses ainda vais para fora …”




“Localidade 24-4-71

Querido Filho

Muito estimo que esta minha carta te vá encontrar de perfeita e feliz saúde que eu ao fazer desta fico bem graças a Deus

Beto cá recebi a tua carta nela vi tudo quanto me mandavas Dizer.

Não me digas que com 24 meses ainda vais para fora quando vieres manda-me Dizer olha Beto no domingo estive zózinha todo o dia o teu irmão vai para S. João da Madeira ver o clube e vou ver o meu irmão não tenho mais nada que mandar dizer com isto vou terminar enviando-te um abraço e beixos desta tua mãe que nunca te esquece

ADEUS ATÉ Á TUA RESPOSTA

ADEUS ATE Á TUA

                    RESPOSTA

FELICIDADES

Beto Manda a direcção completa”


Bookmark and Share

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

LIVRO II – 28 - “…Deus queira que não vás para fora …”



“20-4-71

Querido Filho.

muito estimo que esta minha carta Te vá encontrar de perfeita e feliz saúde que eu ao fazer desta fico bem graças a Deus

Beto cá recebi a tu carta mesmo agora e com gosto te passo a responder.

Disseste-me que vinhas daqui a 15 dias pois eu cá te espero Tenho saudades Tuas Deus queira que não vás para fora depois não sei como é que heide passar ainda tens fruta? e manteiga?

cá por casa vai tudo bem com isto tremino não tenho mais nada que te mandar dizer as novidades são sempre as mesma recomedações recebe muitos beixinhos e um grande abraço desta tua mãe

ADEUS ATÉ á VISTA

FELICIDADES

ADEUS

                FELICIDADES
Bookmark and Share

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

LIVRO II – 27 - “…Não sabes porque não adivinhas …”






“Concelho, 19-4-1971

Querido filho estimo que esta carta te encontre de saúde que nós ficamos bem Graças a Deus. Fiquei satisfeita por saber que a tua viagem correu bem, isso é que interessa. Se cá vieres para para o mês que vem, vê se trazes mais 20 dias que é para ires trabalhar; será para ti. Olha fui ontem a casa da Alda. Então sabes se estás mobilizado? Eu agora Domingo proximo tenciono ir até Distrito visitar o tio Pedro. Sabes quem me está a escrever? Não sabes porque não adivinhas. É o Manuel Vilarinho, filho da prima Maria Conde.

Com isto termino por agora. Recebe cumprimentos nossos.

Adeus e felicidades.

Continuação das boas festas da Páscoa.

ADeus”
Bookmark and Share

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

LIVRO II – 26 - “…então já gostas mais do comer …”





“11-4-71

Querido Filho

muito estimo que esta minha carta te vá encontrar de perfeita e feliz saúdo que eu ao fazer desta fico bem graças a Deus. Olha cá por casa vai tudo bem cá também tem chovido e feito frio e ainda hoje esteve a trovojar muito Tens por aí frio e não quiseste levar as camisolas Beto ainda tens aí a fruta então não vens cá para cá para a Pascoa vem cuando puderes pois se não vieres Deus queira que passes aí uma Pascoa Feliz eu passo a Pascoa conforme puder Beto então já gostas mais do comer Olha Beto desculpa de eu te mandar tão pouco não tenho mais nada que mandar dizer recebe recomendações de nós todos e de mim recebe um grande abraço e beijos desta tua mãe querida”
Bookmark and Share

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

LIVRO II – 25 - “…vê se trazes almeno 10 dias que é para ires trabalhar …”



“5-4-71

Querido Filho

muito estimo que esta minha carta te vá encontrar de perfeita e feliz saúde que eu ao fazer desta fico bem graças a Deus. com respeito ao postal levaste-lo eu já te mandei preguntar e tu não me respondeste eu goto tanto dele olha se vieres cá passar a Páscoa vê se trazes almeno 10 dias que é para ires trabalhar que o dinheiro é para

2 Parte

Ti não Te admires de eu te mandar esta mini-carta porque eu não tenho nada que te mandar dizer o tempo vai passando olha o Filho da ADlia cagada está imobelizado para ir para Angola os teus colegas também mandam recomendações de mim recebe um grande beixo e um abraço olha Beto Nem mandaste a direcção
ADEUS             ATÉ
A
TUA                RESPOSTA

olha enconterei mesmo agora o postal desculpa-me”




Bookmark and Share

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

LIVRO II – 24 - “…levaste aquele postal que me mandaste com o soldado …”





“31-3-1971

Querido filho o meu maior desejo é que esta minha carta te vá encontrar de perfeita é feliz saúde que eu ao fazer desta vou indo bem graças a Deus.

Mandaste-me dizer que passaste a viage vem pois fiquei satisfeita em saber isso Beto levaste aquele postal que me mandaste com o soldado já corri tudo por ele e não sou capaz de o encontrar já comeste a fruta toda ainda aí tens que comer saber se bens cá para a Pascoa ou não pois se vieres mandame dizer mas agora quereique que

2

não te calha a ti com isto termino não tenho mais nada que te mandar dizer recebe muitos beijo junto de um abraco desta tua mãe que numca te esquece

ADEUS ATE Á TUA RESPOSTA

ADEUS

                FELiCiDADE

ADEUS
Bookmark and Share

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

LIVRO II - 22 - “…vê lá se tens quem te empreste aí o dinheiro para a viagem …”




“4-3-1971

Querido Filho

muito estimo que esta minha carta te vá encontrar de perfeita e feliz saúde que eu fico bem graças a Deus.

Amdo muito desanimada Beto tu devias de receber o 1º e 2º aviso tu hás-de receber100 uma carta registada e lacrada com 100$00 que a Alda me te mandou vens no princípio da semana que bem ou do fim desta semana que eu estou a tua espera andam-te sempre a mudar ora vens hoje ora vens amanhã agora tem que o Tó receber um aviso para ir levantar recebe recomendações se vires que não recebes a carta com o dinheiro vê lá se tens quem te empreste aí o dinheiro para a viagem recebe muitos beijinhos e abraços desta tua mãe ADEUS

ATE A TUA RESPOSTA

                       ADEUS

                             ADEUS

                     que eu gosto de te ca ver”
Bookmark and Share

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

LIVRO II - 21 - “…peçote que pesas aos que mandam em ti …”



“2-3-71

Querido Filho

muito estimo que esta minha carta te vá encontrar de perfeita e feliz saúde que eu fico bem graças a Deus. Olha Beto peço-te se tu vires que trazes dias para trabalhar peçote que pesas aos que mandam em ti que te pacem um papel para cá poderes trabalhar se não não podes trabalhar que é como fazem no Martins tu hásde receber uma carta que foi hoje registada e lacrada com 100$00 que hás-de receber quem tratou disso foi o Vilela peço-te que mandes dizer se já

recebeste o dinheiro recebe recomendações o abraço e muitos beijinhos desta tua mãe que nunca te esquece ADEUS ATÉ Á RESPOSTA

ADEUS

            E ADEUS

ADEUS    Felicidades


o meu sentido está sempre a pensar em te

ADEUS FELICIDADES

Quando vieres tenho tenho cá muitas coisas para levares”
Bookmark and Share

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

LIVRO II - 20 - “…lembra-te que eu estou em feces…”





“1-3-71

Querido Filho

muito estimo que esta minha carta te vá encontrar de perfeita e feliz saúde que eu fazer desta fico bem de saúde Beto tu vais saber a secretaria e depois manda-me dizer lembra-te que eu estou em feces vai agora uma carta registada e lacrada com 100$00 olha Fui no domingo a casa da Alda pediu 160$00 ao Tonito e é desses 100$00 que eu te mando Beto tu devias ter recebido o dinheiro

o pior é se tu não o recebeste mas tu deves receber lava mais tempo que eu fico em feces o teu irmão mandou por isto. Eu Mandei o Vale de correio de 100$00 e foi registado o numero que vai no vale é o teu numero mecano gráfico Olha Beto voute dar uma novidade olha è falado que a fábrica onde eu ando vai parar e já está vendida andaram lá almães no sábado a mirar a fábrica toda fala-se que o Tó Freciano compra para o Olipio eu sou condenada a ir para as fabricas que

param que tempo é que tu traces Beto tão depresa que tu recebas a minha carta manda-me dizer que é para eu saber se vieres manda-me dizer a que horas vens que é para eu saber recomendazões recebe muitos abraços junto com beijo desta tua mãe que nunca te esquece.


ADEUS ATE Á RESPOSTA

ADEUS

       ADEUS

                   FELICIDADES







Bookmark and Share

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

LIVRO II - 19 - “…grelos com sardinhas cozidas porque não há algria …”




“26/2/71

Querido Filho

muito estimo que esta minha carta te vá encontrar de perfeita e feliz saúde que nós a fazer desta fico bem Graças a Deus.

Com respeito ao dinheiro o teu irmão mandoute logo o dinheiro apenas que eu recebi a tua carta o teu irmão foi logo pôr o dinheiro num bal de correio já o devias ter resebido com respeito ao carnabal olha filho sabes o que foi o meu comer foi batatas guisadas com bacalhau na fábri-

2

ca e saim a 3 horas sabes o que foi o meu comer de tarde agora baiste rir sabes o que foi a minha ceia foram grelos com sardinhas cozidas porque não há algria para nada porque não tenho a minha familia chunta

mandaste-me dizer que só vens no dia 6 mandasteme dizer que vinhas no dia 2 e eu lembreime que a roupa não ia ai ter porque já não chegava ai tempo quando vieres cá trás-me a roupa toda suja o carnaval

cá é sempre a mesma merda isto não teve jeito nenhum não tenho mais novidades por cá são sempre as mesmas agora vens no dia 6 está sempre a almentar e eu estou deserta para te ver faço conta contigo no dia 6 com isto termino agora não tenho novidade nenhuma para te dizer vou domingo outra vez a casa da Alda lavar roupa recebe recomendações muitos beijos e muitos abaços desta tua querida mãe que nunca

3

te esquece  ADEUS

ADEUS

          ADEUS

ADEUSADEUS

     ADEUS”


Bookmark and Share

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

2009: “ O ideal era que estiveces…”

Recebi este contributo via email: uma carta redigida por uma aluna do 2.º ano do primeiro ciclo, em Dezembro de 2009. E resolvi abrir este parêntesis excepcional. Os nomes foram ocultados de modo a preservar identidades.









Bookmark and Share

LIVRO II – 18 – “…Deus queira que tragas um mês que é para ires ganhar dinheiro…”



“22/2/71

Querido Filho

muito estimo que esta minha carte te encontre de perfeita e feliz saúde que eu fico bem graças a Deus.

Pois eu estava para te mandar a encomenda quarta Feira de tu comeres e a roupa porque no dia de Entrudo está fechado hás-de receber aí um bal que o dinheiro já vai a caminho o Tó foi logo tratar diso em visto tu cá vires para a semana não te mando a encomenda pois também fiquei contente em saber que não estavas imobilizado pois Deus queira que já não vás disses que vens cá para a semana pois eu gosto de te cá ver pois Deus queira que tragas um mês que é para ires ganhar dinheiro para ti nem vale a pena já mandar-te a roupa já falei com a Alda e ela diz que te aranja 100$00 de cada vez a carta hoje até vai mais bazia do que o costume que é para ir hoje a carta termino enviando-te muitos veijos e braços desta tu querida mãe e uma mordidela no queijoso“

Bookmark and Share

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

LIVRO II – 17 – “…não aconteça nada a ninguém da gente que galinhas há muitas…”




“17/2/1971

Querido Filho

muito estimo que esta minha carte te encontre de perfeita e feliz saúde que nós ao fazer desta vamos indo bem graças a Deus. olha Beto poço-te que me mandes dizer se vens passar cá o carnaval mandame dizer que é para eu te madar uma encomenda de tu comeres mandame dizer se estás imubilizado ou não porque isso agora é que me acaba de matar olha beto hoje quando cheguei a casa fiquei muito aborrecida olha sabes aquelas galinhas que eu cá tinha e contei as galinhas e faltava-me uma o Tó veio a casa almoçar e viu um bijo do ar a matar uma galinha e agora só fiquei só com uma galinha a pôr morreu logo e embenenada vê lá tu bem como é que a minha vida vai a correr deixa-lá não aconteça nada a ninguém da gente que galinhas há muitas eu quero que tu cá venhas pelo carnaval que é para levares a tua roupa que andas por aí todo sujo com isto termino enviando-te muitos beijinhos e braços desta tua mãe que nunca te esquece mandaste dizer que tinhas muitas saúdades minhas pois eu também tenho saudades tuas também gostava de saber se estavas mais gorordo.

ADEUS   ADEUS

ADEUS

ADEUS     ADEUS

FELICIDA

DES

ADEUS  ADEUS

FELICIDADES

ADEUS”


Bookmark and Share

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

LIVRO II – 16 - “…dis que em todos os quarteis que dão fome …”




“14/2/71

Querido Filho muito estimo que esta minha carta te vá encontrar de saúde que eu fico bem graças a Deus olha Beto com as cartas que tu me mandas-te parece que ando doida só choro estou-te a escrever e estou a chorar sé em me lembrar que passas aí fome nunca pensei que a tua tropa te fazia sofrer tanto olha vim agora da casa da Alda estive a lavar roupa vi a falar com (solado) soldado que vinha do lado da freguesia e veiu-me a dizer e disse que ia para Chaves e dis que em todos os quarteis que dão fome agora pesote que me esqrevas se sabes se bens cá passar o entrudo ou não e mada-me dizer que é para eu saber o que é que heide fazer se não cá vieres passar o é para eu te mandar algum comer porque eu assim não sei o que é que eide fazer porque agora pelo carnaval tirante as coisas tive a falar com a Alda e o Tonito leu as tuas cartas da fome e ela dizeme que agora quando o Agostinho receber a reforma que te dá dinheiro agora manda-me dizer se queres que eu te mande a tua roupa de dentro que andas por aí todo sujo eu gostava muito de te cá ver que é para ver como é que tu estás olha Beto tu quando cá estavas quando eu atrasava mais um bocadinho o comer dizias que nessa hora aí já tinhas comido vez saiute tudo ao contrário tenho-te feito muita falta e vou fazendo Beto porque é que tu não te ajuntas com os outros soldados e não vão ti com o comanante entre todos não acha azar sejam todos unidos porque a fome não se aguenta porque eu ando muito desanimada se cá vieres trazes-me a roupa toda para eu lavar manda-me dizer se queres almenos 2 pares de cuecas e uma camisola tremino e não desanimes leva isso com calma que eu também tenho que fazer o mesmo com muitos sacrificios recomendações recebe muitos beijos e abraços desta tua mãe que nunca te esquece ADEUS

ADEUS     ADEUS”


Bookmark and Share

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

LIVRO II – 15 - “…fiquei muito triste quando mandaste falar na pele da barriga …”


“9/2/61*

Querido Filho

muito estimo que esta minha carta te vá encontrar de perfeita e feliz saúde que eu ao fazer desta fico bem graças a Deus

Beto cá recebi a tua carta nela vi tudo quanto me mandavas dizer e com gosto te passo a responder escreveme se vieres porque eu fui saber ao correio fui saber ao correio saber quanto é que eu pagava de te mandar um encomenda fiquei muito triste quando mandaste falar na pele da barriga com respeito á roupa de dentro já está toda lavada e pasada a ferro à muito tempo já estão a tua espera sábado truxe o teu fato sem ser o melhor asoalhar a Alda está um bocadinho melhor recomendações de nós todos não te quero maçar mais recebe um abraço e beixinhos desta tua mãe que nunca te esquece ADEUS ATÉ A TUA RESPOSTA

ADEUS ADEUS

ADEUS

ADEUS ADEUS

FELICIDADES ADEUS”

* Carimbo dos CTT data de 11-02-71.





Bookmark and Share

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

LIVRO II – 14 - “…que passas fome pois eu não te posso valer …”


“Localidade 8/2/71

Querido filho

o meu maior desejo é que esta minha carta te vá encontrar de perfeita e feliz saúde que eu ao fazer desta fico bem graças a Deus Beto cá recebi as tuas duas cartas nelas vi tudo quanto me mandavas dizer e com gosto te passo a responder.

Disses para eu não chorar pois o caso não é para outra coisa então estás melhor da constipação mandas dizer que bens cá para o carnaval pois eu gosto de te


2

cá ver vê lá se alguma vês te apanham as cartas que eu tenho medo mandas-te dizer que passas fome pois eu não te posso valer Beto ontem fui a casa da Alda e estivelhe a lavar alguma roupa e Domingo vou para lá todo o dia Beto anda aí algum rapaz de cá do concelho mais tu vai levando isso com paciência que pode ser que ainda mudes de quartel sabes que eu tenho muita pena e dó de ti mas ai não te posso




3

Fazer nada e eu cá te espero no dia 22 oblá sabes se bais para fora para ver se a Alda te dá algum dinheiro agora quando tu cá vieres pois não desanimes porque quando cá vieres sempre vais trabalhar e já levas algum dinheiro saves que todos nós temos que sofrer a nossa cruz olha já não sei o que é melhor se é ficares nesse quartel ou ires para fora as novidades por cá são sempre as mesmas e vai levando essa cruz com

4

paciencia que eu também me tenho que conformar recebe recomendações de nós todos e tu de mim recebe muitas muitos beixinhos e um grande abraço desta tua mãe que nunca te esquese

ADeus aTé á Tua Resposta

ADeus

FeLiCiDADE2

ADEUS”


Bookmark and Share

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

LIVRO II – 13 – “…não te posso fazer nada tens que te aguentar…”



“5/2/71

Querido Filho.

Muito estimo que esta minha carta te vá encontrar de perfeita e Feliz saúde que eu fazer desta Fico bem graças a Deus Beto cá recebi a tua carta nela vi tudo quanto me mandavas dizer Beto tens que te conformar porque eu ando um vocado desanimada porque sabes que também aí anda os teus companheiros perque eu sobre isso não te posso fazer nada tens que te aguentar com respeito à Alda já está um bocadinho melhor

2

Tu dizes que vens passar cá o carnaval pois eu gosto de te cá ver também queres ir chogar ao entrudo como Fizeste o ano passado deixa lá se não vieres cá passar o carnaval tens muitos carnavais para gozar o que interesa é o tempo passado nunca mais madas-te resposta se tinhas levado a camisola com respeito a roupa tu dever ter aí roupa suja pois tu tens cá muita roupa lavada e passada a ferro pois se tu cá puderes vir manda-me dizer que é para eu fazer conta com isto termino não tenho mais nada de novidade que te mandar dizer recebe recomendações de todos e muitos beijos desta tua mãe que nunca se esquece de ti e muitos abraços Beto então estás mais gordo ou mais magro

ADeus

a Tua a resposta resposta

ADEUS

Beto

ADEUS”





Bookmark and Share

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

LIVRO II – 12 - “…não sei que vida é a dele e não há meio de se casar …”


“1-2-71

Querido Filho muito istimo que esta minha carta te vá encontrar de perfeita e feliz saúde que eu ao fazer desta fico bem graças a Deus

Querido filho cá recebi a tua carta nela vi tudo quanto me mandavas dizer Olha fui hoje mais a Almerinda de lá da fábrica ao hospital mas ela pediu alta ao médico ela vem segunda feira mas ainda bem boua tem que ir para a cama i eu agora todos os Domingos agora tenho de lá ir olha Beto o teu irmão saiu da oficina onde vocês andavam agora diz que vai para uma oficina para a localidade eu não sei que vida é a dele e não há meio de se casar pesote que não fales nele porque ele lê as cartas o Filho da Ermelinda continua em Lisboa leva lá isso com paciência que o tempo vai-se pasando ainda tens fruta e com respeito á roupa govérnate ai como paderes que eu estou longe não ta posso lavar e quando cá vieres tráz a roupa toda suja que é ara eu ta lavar pois mandaste dizer que estavam todos imuvilizados pois Deus queira que não te calhe a ti as noticias por cá são sempre as mesmas com isto termino não tenho mais nada a dizer recebe muitas recomendações de nós todos um grande abraço muitos beijinhos aDeus até á tua resposta

ADEUS Felicidades

ADEUS

ADEUS Felicidades

ADEUS Felicidades

ADEUS Felicidades

ADEUS”




sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

2010 “Vira o vento e muda a sorte (…) mandadores sem lei (…) dar poder à malta”

Em 2010 “vira o vento e muda a sorte”



Identifiquem-se os “mandadores sem lei”






porque “O que faz falta é avisar a malta” que a história não se pode repetir…



Votos de um 2010 original com “candeia acessa”.

Neste post:

Natal dos Simples (José Afonso) Cantares de Andarilho Orfeu - STAT 002 1968 LP-33 rpm 1ª edição: Arnaldo Trindade & Cª. Lda, Porto - Capa: Fernando Aroso

O que faz falta (José Afonso) Coro dos Tribunais Orfeu STAT 026 1974 LP-33 rpm Gravado nos estúdios Pye em Londres de 30 de Novembro a 8 de Dezembro de 1974 Edição: Arnaldo Trindade & Cª. Lda, Porto Capa: José Brandão Fotografia: Martin Slavin Produção: José Niza Som: Bob Harper Assistentes de som: Nick, Stevie, Paul Arranjos musicais e direcção: Fausto

Vampiros (José Afonso) República Per le cooperative portoghesi Lotta Continua/Il Manifesto/Vanguardia Operaria (Itália) 1975 LP-33 rpm (Não editado em Portugal) Tecnico dei suono - Giampaolo Santini Assistenti - Stefano Di Giovanni, Gianluca Santini, Mauro Palone Traduzioni - Clara Piccone, João de Azevedo Copertina - João de Azevedo e Fata Morgana coop. graf.

Fontes:

Associação José Afonso

YouTube